Feira

Academias: Como gerenciar as redes sociais para atrais clientes?

Para Kei Eguti, palestrante do 2º Fórum de Inovações para Academias, liberdade criativa, ousadia e adequação às plataformas digitais são caminhos a seguir.

 

As redes sociais têm ajudado os varejistas a abusarem da criatividade e inovação. Segundo Kei Eguti, publicitário e sócio da TK10, as redes Facebook e Instagram são as mais utilizadas atualmente, mas considerar Whatsapp e YouTube na estratégia pode render bons resultados.

Em parceria com Thales Mendes, publicitário e sócio da TK10, Eguti apresentará a palestra “Gerenciamento de redes sociais para atrair clientes”, às 14h10 do dia 8 de agosto, no 2º Fórum de Inovações para Academias, da Expolazer & Outdoor Living.

Eguti adianta que a palestra será baseada em situações de erros e acertos, nas quais ambos os publicitários vivem em suas experiências na TK10. “Vamos utilizar essas passagens para ilustrar o papel das redes sociais na atual estratégia de negócios das empresas e como ferramentas, plataformas, KPI’s, entre outros, foram se adequando às novas demandas”, finaliza Eguti.

Como plano de venda, as redes sociais oferecem conteúdo exclusivo de promoções, além de sorteios para seguidores. Preços baixos e ofertas relâmpagos, por exemplo, podem ser anunciados de forma rápida e dinâmica.

Outro benefício é o feedback direto com os estabelecimentos que o consumidor moderno usufrui. Com isso, as manifestações negativas ou positivas ganham cada vez mais importância dentro das redes de varejo. De acordo com Eguti, tudo parte do princípio, ou seja, do objetivo do projeto de negócio.

“Com esse norte, estabelecemos indicadores de performance para que o trabalho fique mensurável tanto para o sucesso quanto para o fracasso. A partir daí, liberdade criativa, ousadia perante o setor e adequação da campanha às plataformas são caminhos interessantes a seguir”, expõe.

Ainda conforme o publicitário, o varejo tem conquistado o sucesso com as redes sociais, já que o potencial de gerar resultado é inegável: “O que pode e deve ser aperfeiçoado constantemente é o papel que a comunicação, no geral, deve ocupar no funil de resultados da empresa”.

Para ele, a rede social pode ser uma ferramenta poderosa para gerar engajamento, mas se isso não for fundamental no momento da empresa, o resultado fica vago e sem sentido.

No entanto, a palavra-chave para quem decidiu aventurar seus negócios nesse universo social é “testar”. “Hoje em dia há diversos conteúdos que te auxiliam com o bom uso das plataformas, formatos e etc. A dica é testar, colher resultados e retroalimentar o processo. Sem medo de errar”.

 

Leia também: As academias e o cenário econômico mundial

Leia também: Parques aquáticos movimentam mais de 50 setores da economia brasileira

 

Fonte: Primeira Página

Redes Sociais