Inspirações

Toboágua ou escorregador?

Toboágua ou escorregador?

Ao eleger um dos dois, é necessário tomar certas medidas para evitar possíveis transtornos. Saiba quais são elas.

 

Primeiramente, deve-se calcular a área de lazer disponível, o que ajudará a determinar o tamanho do brinquedo. Em média, um modelo pequeno de escorregador tem 3 m de comprimento e 40 cm de largura, ao passo que os toboáguas são mais largos, com cerca de 3 m de largura, 3 a 5 m de altura e 3m de comprimento.

Obviamente que, quanto maior for o brinquedo, mais ele ficará restrito às crianças menores. Sendo assim, leve em consideração a idade de quem utiliza a piscina. Além disso, a profundidade exigida para a segurança dos usuários, segundo especialistas, é entre 1,5 e 2 m. Ao contrariar a medida, poderá colocar em risco a segurança dos banhistas.

E ainda, fique atento ao modelo que escolher e previna acidentes observando:

  • As escadas: se oferecem segurança, com piso antiderrapante.
  • Se o equipamento conta com corrimão nas escadas e também na parte superior, para que as pessoas se segurem no momento de se sentar.
  • Ainda na parte superior, repare se há um espaço para se sentar sem escorregar.
  • Tenha uma boia ou corda para casos de resgate.
  • Deixe o local sempre bem iluminado, principalmente à noite.

Além de tudo isso, mantenha a limpeza do local escolhido: elimine sujeiras do piso que podem causar escorregões, limpe a superfície dos brinquedos e certifique-se de que a escada de acesso e toda a estrutura do brinquedo estejam firmes.

Cuidados também devem ser dedicados aos usuários. Uma dica é colocar um aviso com recomendações que evitem problemas em um lugar visível da área de lazer, a exemplo de: “quando for escorregar, sente-se com os pés para frente”, “não é preciso empurrar ninguém para descer mais rápido”, “a subida deve ser feita por uma pessoa de cada vez” ou até mesmo “não desça de costas ou em pé”.

 

Fonte: Primeira Página.

Redes Sociais